Acidez Mental! Humor, mau humor e dicas para ganhar dinheiro na internet!!
Humor, mau humor e dicas para ganhar dinheiro na internet!
COMPRAR UM CARRO ATÉ QUE É FÁCIL. MAS QUANTO CUSTA MANTER O CARRO? VOCÊ TEM DINHEIRO PRA BANCAR A DESPESA?
COMPRAR UM CARRO ATÉ QUE É FÁCIL. MAS QUANTO CUSTA MANTER O CARRO? VOCÊ TEM DINHEIRO PRA BANCAR A DESPESA?

Comprar um carro: o sonho dourado dos brasileiros.

Talvez, por esse motivo, muitos não levem em consideração os aspectos financeiros que quase sempre, acabam levando o “felizardo” dono do carro a sérios problemas com suas finanças.

Um carro custa caro. Mantê-lo, custa mais caro ainda.

Vamos fazer alguns cálculos:
Tomaremos como base um veículo 0 km, modelo popular (Gol - 1.0 – Flex), no valor de R$25.728,00. Veja quanto gastaria o dono desse automóvel:

Seguro (5% do valor do carro)
R$1.286,40 por ano ou R$107,20 por mês.

IPVA (4% do valor do carro)
R$1.029,12 por ano ou R$85,76 por mês.

Seguro obrigatório (DPVAT)
R$93,87 por ano ou R$7,82 por mês.

Taxa do serviço de lacração (DETRAN – SP)
R$61,02 ou R$5,09 por mês.

Taxa de registro de veículo 0 km (DETRAN – SP)
R$175,94 ou R$14,66 por mês.

Combustível
Esse item pode variar muito, dependendo do uso do automóvel, do perfil do dono e do estado onde reside, mas tomaremos como base que o veículo circulará, em média, 1.000 km por mês, ou aproximadamente 33 km por dia.

Supondo o custo do litro de etanol a R$1,50, e que o veículo em questão faz, em média, 9 km/l, então, o gasto mensal com combustível será algo como R$170,00, ou R$2.040,00 por ano.

Estacionamento
Cada vez mais, viver nas grandes cidades tem se tornado algo complicado. Quando o quesito é estacionar o carro em vias públicas, isso se torna algo ainda mais complicado. Por isso, a despesa com estacionamento vem se tornando cada vez mais um item adicional no orçamento de muitos donos de carros.

Vamos supor alguém que possui garagem em casa, mas que paga uma mensalidade de estacionamento de R$150,00 no local de trabalho, ou seja, seu gasto anual será de R$1.800.

Primeira revisão e manutenção
O gasto com a primeira revisão é imperativo, pois se corre o risco de perder a garantia caso a revisão não seja feita numa concessionária autorizada. Sendo assim, estimamos seu valor em R$250.

Possivelmente o valor será maior, mas aqui cabe ao consumidor exigir um desconto, pois essa prática vem se tornando cada vez mais comum, e as concessionárias, sabendo disso, costumam oferecer valores reduzidos.

Também é bom ficar de olho nos itens que serão trocados na revisão. Exclua itens que achar desnecessários. Lembre-se que seu carro é novinho. Não caia nessa armadilha!

Como o carro é 0 km, o custo com manutenção será zero no primeiro ano, pois não será necessário trocar o óleo (item da revisão) ou os pneus. Mas não deixe de levar isso em consideração para os próximos anos que pretender ficar com o carro.

Depreciação e custo de oportunidade
É sabido que ao sair da concessionária o carro é desvalorizado em cerca de 15% a 20% no primeiro ano, porém, uma boa estimativa de depreciação anual é de cerca de 10%. Além disso, existe o custo de oportunidade, que é quanto seu dinheiro renderia caso a mesma quantia fosse aplicada em algum tipo de investimento. Um bom parâmetro de cálculo é a poupança, que apresenta cerca de 6% ao ano de rendimento real.

Com base nesses valores, a depreciação será de R$2.572,80 ao ano, ou R$214,40 ao mês. Já o custo de oportunidade será de R$1.543,68 ao ano, ou R$128,64 ao mês.

Nota: O valor da depreciação não sairá efetivamente de seu bolso enquanto estiver com o carro, mas, ao trocar de veículo, você sentirá na pele esse valor, pois terá de dispor dele para a compra de um novo carro, se desejar manter o mesmo padrão.

O custo de oportunidade é discutível. Para receber o rendimento de tal aplicação financeira, você teria de abrir mão do veículo, mas, como optou pela compra do automóvel, é plausível questionar se esse valor deve ser adicionado ou não ao montante de despesas, afinal, você “trocou” o rendimento da aplicação pelo conforto e benefício de possuir um automóvel.

Com base nessa afirmação, é possível dizer que você prefere obter os benefícios que o automóvel lhe trará, ao invés de obter os benefícios da aplicação financeira. Não dá pra obter as duas coisas ao mesmo tempo, com o mesmo montante disponível inicialmente. Por isso, fique a vontade para manejar esse item como julgar mais adequado.




Afinal, qual o custo total?
A tabela abaixo ilustra o valor total gasto com um carro 0 km no primeiro ano:

Tabela de custo do carro 0 km

R$10.852,83 representam 42% do valor do carro. Incrível né?

Mesmo levando em consideração que esse valor inclui algumas despesas que só serão válidas para o primeiro ano, ou que serão menores a partir de então (lacração, registro, etc.), ainda assim é um valor bastante elevado, se também levarmos em consideração que alguns gastos foram bastante conservadores e que, dependendo do perfil do dono do carro e do estado onde vive, podem ser ainda mais altos.

Também não foram contabilizados gastos com lavagem, pedágio, troca de pneus, dentre outras pequenas despesas, mas não deixe de contabilizá-las de acordo com seu perfil.

A maioria das pessoas não percebe o tamanho da conta, pois não possui o hábito de calcular qual o custo mensal, ou diário, de todas as despesas com o carro. Faça esse exercício, suas finanças agradecem!

Note que, propositalmente, os valores não incluem financiamento do automóvel. Se levarmos em conta que hoje a grande maioria dos veículos sai financiado das concessionárias, os gastos com financiamento fazem o número ficar ainda mais impressionante, mas trataremos desse aspecto em outros artigos.

Outro ponto importante é que o carro escolhido para o exemplo é um carro popular “pelado”, mas a maioria das pessoas compra modelos mais caros, ou até modelos esportivos, porque o valor “cabe na parcela”.

Segundo a Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), o brasileiro gasta, em média, R$38 Mil na compra do carro novo. Consegue imaginar os novos valores da tabela para esses números?

Comprar um automóvel deve ser uma decisão pensada cuidadosamente e avaliada em seus mínimos detalhes. Não deixe de fazer as contas antes de comprar ou trocar de carro. Um breve momento de irracionalidade, ou emoção desmedida, pode se tornar um drama por vários meses.

É inegável que o carro trás muitos benefícios, além de conforto e praticidade para muitos que dependem dele para trabalhar. Mas será que você precisa do último modelo? Ou daquele que tem um motor bastante potente (e que consome muito também)? Ou ainda daquele que é mais bonito que o do seu vizinho? E será que seu padrão de vida comporta gastos além dos seus limites com o automóvel? Cuidado, pois status é dinheiro no bolso!

E você? Tem alguma história pra contar envolvendo seu carro ou suas escolhas? Não deixe de comentar e compartilhar com os outros usuários do Investpedia.

Observações: os valores são apenas exemplos e podem variar muito de um estado para outro ou até mesmo de cidade para cidade. Não deixe de fazer os cálculos baseando-se na sua realidade. O importante é saber quanto realmente sairá do seu bolso com a compra e manutenção de seu próximo carro. Aproveite!

10/09/2016

Se você chegou até aqui é porque você gostou do que leu, não é? Então curta e compartilhe o Acidez Mental no Facebook com seus amigos e familiares. É só clicar nos botões abaixo.

CURTA AQUI

VEJA TAMBÉM:

Ganhe dinheiro trabalhando em casa respondendo pesquisas na internet

Adulto: Somente para maiores de 18 anos!

Sexo gostoso e sem compromisso. Onde e como conseguir? (+

Clique AQUI e siga o Acidez mental no Twitter

NÃO QUER COMENTAR NO FACEBOOK? AQUI A SUA CHANCE!